Make your own free website on Tripod.com



JERICÓ

Free Counter






OUTROS LOCAIS



CAVERNAS DE QUMRAN


JERUSALEM

Jericó vista de Cypros

A " Cidade das Palmeiras " no lado ocidental do Rio Jordão, a 825 pés abaixo do nível do mar. O local, segundo o Velho Testamento foi uma cidade que Josué destruiu. Nos dias de Jesus um novo centro foi construído no primeiro plano por ordem de Herodes o Grande.

A PORTA DOURADA


MURO DAS LAMENTAÇÕES


HOME





Tell el-Sultan

Depois de Jerusalém e Jericó é a maior escavação arqueológica de Israel. Charles Warren em 1868 após várias pesquisas concluiu que nada seria achado e desistiu do sitio (ele perdeu as grandes descobertas do período Neolítico por um pé!). Os alemães Sellin e Watzinger escavaram o local entre 1907-13, Garstang entre1930-36 e Kenyon entre 1952-58. Desde 1997 vem sendo escavado por um time Ítalo-Palestino.












Torre Neolítica

Descoberta e escavada por Kathleen Kenyon, a torre foi construída em Pre-cerâmica Neolítica, a qual Kenyon datou a 8000-7000 A.C. A torre tem 8 metros de diâmetro e 8 metros de altura, esta ligada pelo lado de dentro com uma parede de 4m espessura. Com base nesta descoberta, os arqueólogos reivindicam que Jericó é a " cidade mais velha no mundo ". Claramente tal construção monumental reflete organização social e autoridade central e sua função principal era de uma fortificação defensiva.
 



Parede de pedra

Nas escavações dos arqueólogos Sellin e Watzinger, foi descoberta a existência de uma grande parede de pedra que apóia uma rampa datada na Idade do Bronze Mediana. Esta parede composta de grandes pedras apoiou uma parede de tijolos sobre ela. Esta porção meridional da parede estava exposta em 1997.












Parede desmoronada

Sellin e Watzinger e mais recente Kenyon acharam restos de um muro de tijolos desmoronado à base da parede de pedra. Bryant Wood aponta a base da parede de tijolos. As conclusões de Wood datam a destruição da parede no tempo de Josué (1400 A.C.)
 



Jarros de Grãos

Garstang e Kenyon acharam dúzias de jarros cheios de grãos da última cidade de Cananaíta de Jericó. A conclusão óbvia: eles eram do tempo de colheita quando a cidade foi queimada por Josué. Como tal, o registro arqueológicos o registro bíblico coincidem com a mesma época.












Árvore de sicômoro

Quando Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade um homem chamado Zaqueu estava lá; ele era um dos principais coletores de imposto e era rico. Ele estava tentando olhar Jesus, mas sendo um homem pequeno ele não conseguia ver acima da multidão. Assim ele correu à frente e escalou uma árvore de sicômoro para ver Jesus passar (Lucas 19:1-4)


HOME