Make your own free website on Tripod.com

APÓCRIFOS & RELIGIÃO   

Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. ( I te. 5: 19,20,21 - BIBLIA)

Idioma Hebraico

ALGUMAS PALAVRAS
   LUZ (ÔR)    DIA (YÔM)
   BOM (TÔV)    CIDADE (IR)
   VOZ (QÔL)    HOMEM (ISH)
   EU (ANI)    POVO (ÁM)
   CAVALO (SUS)    CASA (BAYITH)
   LEI (TÔRÁH)    RETO; JUSTO (TSADIQ)
   TERRA (ERETS)    SOL (SHEMESH)

Em partes subsequentes deste material conheceremos mais palavras, suas respectivas escritas e transliterações.

DIVISÃO DE SÍLABAS

Como regra básica, cada sílaba só pode conter uma única vogal, seja ela breve ou longa (Gadol ou Qaton), mas pode também conter uma semi-vogal Shevau, Shevau-Patar, Shevau-Segol ou Shevau-Qamets. Assim, no máximo uma vogal e uma semi-vogal.

Cada sílaba pode ter uma ou mais consoantes, mas apenas uma vogal, e, adicionalmente quando for o caso, um Shevau simples ou composto.

Alguns exemplos:

 
-

A primeira sílaba contém a vogal breve Hireq-Qaton e a semi-vogal Shevau (mitz).
A segunda sílaba contém a vogal longa Qamets-Gadol (vah). MITZ-VAH - mandamento

-

A primeira sílaba contém a vogal Qamets-Gadol apenas (na).
A segunda sílaba contém a vogal longa Hireq-Gadol (vi). NA-VI - profeta

-

A primeira sílaba contém a vogal longa Vav-Roulem (to com "o" fechado).
A segunda sílaba contém a vogal longa Qamets-Gadol (rah). TO-RAH - lei

Uma sílaba pode terminar por vogal ou por consoante, contudo, como regra geral, nunca começa por vogal. Quando a sílaba termina por consoante que não seja ÁLEF e nem AYIN (consoantes mudas), e além disso, não for a última sílaba da palavra, então esta consoante deve receber um Shevau, que irá atuar como um divisor de sílabas. Este é o caso da palavra MITZ-VAH apresentada acima, que recebe um Shevau sob o TSADE que é consoante sonora final da primeira sílaba.

Agora observe o quadro abaixo:

 
TIPO DE SÍLABA TÔNICA ÁTONA
ABERTA VOGAL BREVE
ou
VOGAL LONGA
VOGAL LONGA
FECHADA VOGAL BREVE
ou
VOGAL LONGA
VOGAL BREVE

Mas o que é uma sílaba aberta? E uma sílaba fechada?

Sílaba aberta é a que termina em vogal, ou com as consoantes ÁLEF ou HÊ. As demais sílabas, terminadas por consoantes que não sejam ÁLEF ou HÊ, são sílabas fechadas.

Veja alguns exemplos:

 
-

A primeira sílaba (mo) é aberta, pois termina em vogal. A segunda sílaba (reh) também é aberta, pois termina com a consoante HÊ. (MO-REH - professor)

-

A primeira sílaba (sho) é aberta, pois termina em vogal.
A segunda sílaba (far) é fechada, pois termina com a consoante RESH. SHOFAR - trombeta. (note que a última sílaba é fechada e tem vogal longa, logo é a sílaba tônica).

-

A primeira sílaba (a) é aberta, pois termina por vogal.
A segunda sílaba (khot) é fechada. pois termina com a consoante TAV. A-KHOT - irmã.
Pronuncia-se "ARRÓT".

A CONJUNÇÃO "E".

A conjunção "e", como nas expressões "homem e mulher", ou "pai e mãe", ou ainda "irmão e irmã", é representada pela letra VAV adicionada ao início da segunda palavra, como se nós escrevêssemos assim: "homem emulher", "pai emãe", ou "irmão eirmã".

Esse VAV, na maioria das vezes, terá o som de "V" e mais uma vogal que irá depender da palavra à qual ele está sendo adicionado. Poderá ser "VE", "VA" ou "VI". Contudo, poderá também ter o som puramente de "U", e não mais de "V".

Em que casos cada uma dessas formas se aplica?

"VE" (VAV com Shevau) é usado quando a primeira sílaba da palavra à qual se unirá não é tônica. Além disso, a primeira sílaba não deve possuir uma semivogal inicial.

 

VE-ISHÁH = "e mulher". A primeira sílaba de "I-SHÁH" não é tônica, e a vogal inicial não é uma semivogal.

"VA" (VAV com Qamets) é usado quando a primeira sílaba da palavra à qual se unirá é a sílaba tônica. Além disso, a primeira sílaba não deve possuir uma semivogal inicial.

 

VA-EM = "e mãe". A única sílaba de "EM" é, obviamente, tônica, e a vogal inicial não é uma semivogal.

"VA" ou "VE" resultantes de VAV com a vogal correspondente à semivogal inicial da palavra. Pode ser um VAV com Qamets (VA), caso a primeira semivogal seja um Shevau-Qamets; pode ser um VAV com Segol (VE), caso a primeira semivogal da palavra seja um Shevau-Segol; e também pode ser um VAV com Patar (VA), caso a primeira semivogal da palavra seja um Shevau-Patar.

 

VA-ANI = "e eu". A vogal inicial da palavra ANI é uma semivogal, Shevau-Patar. Assim, o VAV recebe o Patar para formar a conjunção "e".

 

VE-EMET = "e verdade". A vogal inicial da palavra EMET é uma semivogal, Shevau-Segol. Assim, o VAV recebe o Segol para formar a conjunção "e".

 

VA-KHALÍ = "e doença". A vogal inicial da palavra KHALÍ é uma semivogal, Shevau-Qamets. Assim, o VAV recebe o Qamets para formar a conjunção "e". Pronuncie "KH" como "R".

"VI" (VAV com Hireq) é usado quando a palavra à qual se unirá começar por YOD com Shevau vocálico.

"U" (VAV Shureq) é usado quando a palavra à qual se unirá começar por consoante labial ou por um Shevau sonoro.

 

U-DEVARIM = "e palavras". A vogal inicial da palavra DEVARIM é um Shevau sonoro. Assim, o VAV recebe o Shureq para formar a conjunção "e".

NOTA: Embora estas sejam as regras ortográficas para utilização do VAV como conjunção "e", a forma "VE" (VAV + Shevau) é a mais comumente usada no cotidiano, e a forma "U" (VAV Shureq) é raramente usada no cotidiano.

Próxima parte...




HOME