Make your own free website on Tripod.com
     


Sodoma e Gomorra (Primeira Parte).

A localização destas cidades, junto com as outras cidades da planície, foi durante muito tempo assunto de especulação e procura.

Há várias teorias sobre essas cidades: As cidades estão hoje debaixo das águas na borda meridional do Mar Morto; Outra diz que elas estão localizadas na orla Jordaniana do Mar Morto num local onde há cinco sítios arqueológicos.

Porém, estes cinco locais estão a 150 metros sobre uma cordilheira, não numa campina como é declarado especificamente na Bíblia. Também, eles são muito pequenos para terem sido cidades.

Procurar as localizações destas cidades nunca foi a intenção de Ron; mas de 1978, quando ele estava viajando ao longo da costa israelense do Mar Morto, ele viu estranhas formações de cores claras que se pareciam com paredes de edifícios.



Por muitos anos, ele não fez nada sobre isso; mas em 1989, recebi uma chamada dele de Israel na qual ele me falou que tinha localizado as cinco cidades. Ele descreveu as localizações e me pediu que fizesse uma pesquisa Bíblica sobre suas localizações.

Ele disse que os locais não se encontravam no termo meridional do Mar Morto, mas sim espalhados por muitos quilômetros. Anteriormente ao passar pela região ele tinha notado quatro áreas; mas, nesta viagem ele foi mais ao norte viu que havia um quinto local.

Numa dessas áreas, ele descobriu uma formação seccionada expondo o interior do material, exibindo um efeito de tal maneira óbvio, que se convenceu que estas formações não eram geológicas.



Procurando na Bíblia pistas das localizações, eu achei o verso onde foram mencionados quatro das cidades formando parte dos limites do Cananitas: GEN 10:19 - "E foi o termo dos Cananeus desde Sidom, indo para Gerar, até Gaza; indo para Sodoma e Gomorra, Admá e Zeboim, até Lasa."

Parece estranho que Sodoma, Gomorra, Admá e Zeboim estivessem todas num mesmo local do termo sul do Mar Morto. O mais lógico é que as cidades estariam localizadas ao longo de alguma distância, incluída na descrição Bíblica das fronteiras de Canaã.



Os locais que Ron encontrou estavam alinhados ao longo de mais de trinta quilômetros, um conceito fantástico para quem estava familiarizado e nunca tinha considerado que estavam incorreta todas as teorias que diziam que as cidades eram agrupadas. Notei cada localização no mapa que ele tinha descrito. Mas o último local que teria sido Zeboim achei incrível. Ele tinha dito que estava a várias quilômetros ao norte do Mar Morto, passando Jericó. Procurei na Bíblia qualquer pista, encontrei em Primeiro Samuel:

1SA 13:16-18 - E Saul e Jônatas, seu filho, e o povo que se achou com eles, ficaram em Gibeá de Benjamim; porém os FILISTEUS SE ACAMPARAM EM MICMÁS. E os saqueadores saíram do campo dos Filisteus em três companhias; uma das companhias foi pelo caminho Ofra à terra de Sual. Outra companhia seguiu pelo caminho de Bete-Horom, e a OUTRA COMPANHIA FOI PELO CAMINHO DO TERMO QUE DÁ PARA O VALE DE ZEBOIM NA DIREÇÃO DO DESERTO.

Examinando um mapa, vi que esta descrição dos Filisteus que saem de Micmás numa companhia que vai ao norte, outra foi ao lado ocidental, e a última diretamente ao leste para o Vale chamado Zeboim; no mesmo lugar onde Ron achou o último local! Fazia sentido que o nome da cidade fosse preservada embora a cidade estivesse destruída há muito tempo, da mesma maneira que o Mt. Sodom ainda hoje preserva o nome Sodoma. Israel tinha deslocado os Cananitas; Zeboim era uma cidade na fronteira de Canaã, e agora seus restos estão na fronteira de Israel.



Em 1989, nós visitamos um local próximo a Masada e levamos amostras do material branco que em nossas mãos desintegrava em partículas com a consistência de talco em pó. Parecia cinza certamente! Mas o que fazer com esta informação era algo que ainda não sabiamos.

Perguntei para algumas pessoas que estavam filmando um comercial de Tv no local, sobre o que eram as estranhas formações. Responderam que se formou quando o Mar Morto cobriu a área inteira. Interessante; quando o material branco foi examinado em Lab., vimos que eram cinzas. Nos falamos com vários geólogos que afirmaram que a área do fundo do mar contém BARRO; o material branco não continha nenhum barro.

Mas, se a área clara entre o Mar Morto e as montanhas tinham sido uma vez o fundo do mar, então estas formações teriam sido distribuídas uniformemente pela área inteira que teria sido coberta; mas elas formavam partes isoladas; o que fazer, era um quebra-cabeça. Todos concordaram que seria muito difícil convencer qualquer pessoa sobre estes locais sem alguma evidência conclusiva.

Gastamos algum tempo estudando as Escrituras; a teoria de Ron estava resistindo às teorias estabelecidas. Ele estava colocando as cidades de uma ponta a outra do Mar Morto. Nós achamos algumas pistas que antes não tínhamos notado. Encurtamos alguns destes versos para levar a leitura ao ponto que queremos demonstrar. Por favor leia os versos inteiros em suas próprias Bíblias:

GEN 13:2-4 - "E era Abrão... jornada... até Betel,... entre Betel e Ai; Até ao lugar do altar que outrora ali tinha feito; e Abrão invocou ali o nome do SENHOR."

Isto mostra que Abrão ao voltar do Egito foi para a região de Betel, e com ele estava Ló, seu sobrinho. Neste momento é tomada uma decisão, eles deveriam separar-se, porque a terra não acomodaria os dois rebanhos juntos com os rebanhos dos habitantes nativos da região. Assim, Abrão pergunta para Ló qual a terra que ele escolheria para ir.

GEN que 13:10-12 "E levantou Ló os seus olhos, E VIU TODA A CAMPINA DO JORDÃO, que era toda bem regada, antes do SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar. Então LÓ ESCOLHEU PRA SI TODA A CAMPINA DO JORDÃO, E PARTIU LÓ PARA O ORIENTE, e apartaram-se um do outro. Habitou Abrão na terra de Canaã e LÓ HABITOU NAS CIDADES DA CAMPINA, E ARMOU AS SUAS TENDAS ATÉ SODOMA".

Quando olhou na região de Betel, obviamente Ló viu o vale do Jordão. Por causa das montanhas só poderia ter visto a parte norte do deste vale; certamente não viu Sodoma ou Gomorra mais ao sul.

Um autor do século 19 escreveu: "...Pode ser visto parte do Mar Morto, o vale do Jordão, o rio que corre como uma linha azul pela planície verde. As colinas de Engedi fecham completamente toda a visão do termo meridional do mar; mas como eu disse antes, o termo sul do Rio Jordão pode ser visto aproximadamente de dois a cinco quilômetros antes do mar. Eu andei pelas colinas de Betel e verifiquei pessoalmente" ("Descobertas da Bíblia" por Henry Harper, 1891).



Isto significa que Ló foi para o termo norte da área do Mar Morto. Quando ele peregrinou ao LESTE, ele foi neste local. Então, ele morou nas cidades da campina, que não é uma denominação específica; então, ele armou a sua tenda até em Sodoma. Nós sabemos que depois ele residiu nesta cidade.

Assim, sabemos que a Planície do Jordão cobria uma grande área, desde da região norte onde Ló olhou, até Sodoma. Temos que lembrar que Ló tinha uma grande quantidade de animais, sendo esta a razão dele separar-se de Abrão, os rebanhos deles eram muito numerosos para a terra ao redor de Betel.

Assim, Ló foi para as campinas (planície do Jordão); ele teve que viajar lentamente levando o rebanho; onde quer que ele parasse no caminho, teria de haver muito pasto para os animais.

Quando ele finalmente residiu em Sodoma, necessitava muita terra e pastos para os rebanhos; isso indica que havia terras com pastos perto da cidade. Os locais que Ron localizou são separados por vários quilômetros, com muita terra entre eles.

Baseado no original de M. N. Wyatt. Colaboração D.M.; tradução e edição E.M. 02/01/2005 Capítulo 2 >>>




HOME