Make your own free website on Tripod.com


APÓCRIFOS & RELIGIÃO    Free Counter
Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. ( I te. 5: 19,20,21 - BIBLIA)
A Procura da Arca de Noé
(Oitava parte)


Ron continuaria viajando para a Turquia duas a três vezes por ano, às vezes acompanhado por mim. Nessa época não havia muito a fazer sem uma escavação. Numa vez em que não pude ir porque já tinha usado minha férias e não poderia deixar o trabalho, Ron levou Dilaver e Hasan Ozer para fazer um documentário de vídeo; junto com foi Mark Yates, um dos australianos que tínhamos encontrado anteriormente e que tinha concordado em trabalhar na pesquisa da arca.

Hasan Ozer fez uma descoberta extremamente importante, encontrou uma pedra de âncora que havia ficado enterrada talvez desde o tempo da inundação, e que ficara exposta devido a erosão.

Nesta pedra não havia nenhuma cruz! Ron e o Dr. Shea supunham que as cruzes nas pedras anteriormente descobertas eram bizantinas, com estilo dos Cruzado, e como a maioria delas tinham oito cruzes, os antigos cristãos tinham conectado estas pedras de alguma maneira com os oito sobreviventes da inundação.

A âncora recentemente exposta pôs fim à teoria de um culto pagão armênio; afinal de contas não se pude esculpir cruzes em uma pedra enterrada, ou apagar sinais anteriores.

Anteriormente, no ano de 1987, Ron junto com os Turcos preparou um plano de escavação, havia tambem um projeto de construir hotéis na região; algumas pessoas em Memphis, Tennessee; financiariam esses projetos, tudo parecia ir muito bem.

Os desenhos arquitetônicos para uma coberta dos restos estavam prontos, parece que nada poderia deter o andamento das coisas, entretanto um revés financeiro parou tudo; com a falta de financiamento, escavar parecia uma impossibilidade.

Em 1990, fomos contatados por um Australiano que se interessou pela pesquisa depois de ler o livro "A Arca de Noé" de David Fasold, estava ansioso para visitar o local e investigar, nós lhe enviamos um pacote de material que documentava a pesquisa de Ron e que o deixou convencido que a arca precisava ser escavada.

Quando tivemos notícias dele, estava formando uma organização cujo propósito era obter os capitais para escavar; Ele perguntou a Ron se ele gostaria de participar da viagem, não como sócio, mas baseado na pesquisa que Ron tinha feito queria incluí-lo como convidado junto com David.

Mas, com a impossibilidade de escavar, Ron concebeu uma idéia que lhe mostraria a estrutura interna visualmente, ou pelo menos um pouco disto sem danificar a estrutura.

E em Oct. 1990, com o novo amigo, Richard Rives, ele retornou ao local para implementar seu plano. Compraram algumas pás endireitaram suas lâminas para formar um aparelho para barbear gigante. Então, começaram a raspar suavemente o lado de uma seção de madeira petrificada exposta.

Sendo muito cuidadosos, para remover somente um pouco da sujeira; assim, eles puderam verificar a cores e diferenciar as madeiras mais claras contrastando com a terra mais escura.

Foi uma visão muito convincente, o processo inteiro foi gravado em vídeo de forma a ninguém o acusar de fraude. As madeiras agora estavam bem visíveis contrastando com a terra circunvizinha.



Em 1991, levando a pesquisa a sério, o Dr. Roberts veio a nossa casa para se juntar ao nosso grupo de excursão; em 12 de junho chegamos na Turquia. No local, Ron aproximou-se de uma "pedra" com a forma de uma cabeça de rebite, em anos anteriores ele tinha fotografado no lado da arca o que parecia ser um agrupamentos de metal, mas ele não os limpou para examinar. Agora, ele sentia que realmente era metal; saberia com certeza apos manda-lo para analise.

Richard Rives conhecia algumas pessoas que trabalharam numa corporação internacional com seu próprio laboratório de metalurgia. Esta companhia especializa em titânio se ofereceu para fazer as análises, e nos permitiram gravar em vídeo.

Análises cuidadosas no espécime revelaram a presença de uma mistura muito estranha de elementos que incluíam ferro, alumínio, titânio e vanádio, entre outros. O químico achou merecedor anotar em seu relatório que: ao redor da cabeça do rebite, uma amostra de 1 cm da área presumivelmente é de madeira petrificada, por conter muito carbono, mais de 1,9% do que a área presumivelmente de metal.

Análises precisas mostraram na primeira localização entre 1.88% a 1,97% de carbono enquanto segunda localização havia entre 0,14% a 0,13% dessa quantia. E isto era certamente importante!

O Dr. Roberts conheceu num vôo aéreo um cavalheiro de uma grande corporação britânica, conhecida em financiar novos projetos. Este cavalheiro, se interessou pela Arca de Noé; com isso, ele obteve um compromisso da firma britânica em financiar uma escavação, e estabelecer contato formal com os Turcos.

Eles mantiveram contato constante com Ron sobre o que estavam fazendo, queriam que Ron encabeçasse a escavação embora Ron não fosse ligado a organização deles. Seria uma honra, mas nós não acreditamos que alguma coisa aconteceria. Até agora só havia aparecido pessoas com grandes idéias e promessas de ajuda, que se dissolviam no ar. Foi uma surpresa quando o Dr. Roberts nos chamou para dizer: "eu tenho o compromisso que podemos adquirir a licença; vamos"!

Ron, Richard Rives, o Marv Wilson e o Dr. Roberts estavam em Ancara, prontos para fazer a escavação. Eu tinha preparado um diagrama para não danificar os restos da arca, deixando seções semi escavadas de forma a que ninguém pudesse dizer que as peças eram esculturas.

Quinta-feira, 29 de agosto, apresentamos a proposta de escavação, foi nos dito para voltar na segunda-feira e apanhar a licença que seria emitida, porque era um Dia Santo muçulmano e os escritórios ficariam fechados.

Durante a espera de 3 dias e meio, eles decidiram ir ao sul de Erzurum, onde o Ron suspeitava ser a localização da torre de Babel. Isso é uma outra história que eu não contarei aqui, basta dizer que todos os presente estavam ansiosos para ir. Eles chegaram sexta-feira em Erzurum e Dilaver adquirir um micro ônibus para os levar ao sul. Estava escurecendo, mas eles decidiram ir de qualquer maneira. Foi uma péssima idéia; o ônibus acabou sendo detido num bosque por um enxame de homens armados, que depressa os desembarcaram do ônibus.

Os homens eram do PKK, um grupo de rebeldes curdos, conhecido por levar reféns. Eles só quiseram os reféns estrangeiros; os americanos eram sua meta principal, levaram no próprio ônibus o grupo de Ron e um turista da Inglês. Foi uma provação terrível; o Dr. Roberts escreveu um livro sobre esse assunto que achamos bastante bom.

Em casa, descobri o que tinha acontecido quase imediatamente. Eles foram levados aproximadamente 8:00 pm. horário turco; é engraçado o tipo de detalhes do que você se lembra durante situações de crise. Eu me lembro que nessa hora estava numa loja de colchões para comprar uma cama nova como surpresa para Ron quando ele retornasse para casa.

No dia seguinte, recebi uma chamada de Bob, um geólogo do Estado de Tennessee, ele ouviu em uma rádio Cristã que 3 americanos, um australiano e um inglês foram levados como reféns na Turquia oriental, ele me chamou para saber se eram Ron e seus companheiros.

Mas meu primeiro instinto, não era o grupo de Ron. Eu pensei que eles não estariam na Turquia oriental. Mas ao mesmo tempo, eu entrei em pânico. Liguei ao Departamento de estado, nunca esquecerei aquela conversa:

"Oi, Meu nome é Mary Nell Wyatt, há pouco ouvi que três americanos foram levados como reféns na Turquia oriental. Provavelmente não é meu marido, cujo nome é Ron Wyatt, mas você poderia verificar isto para mim, vocês ouviram qualquer coisa"? Essas foram minhas palavras aproximadas.

Ele respondeu, vejamos,... (pausa) o nome de meio de seu marido é Eldon "? Eu fiquei em pedaços; - esse é o nome do meio de Ron! Quando ele me perguntou, soube que era verdade. Não sei o que teria feito sem minha amada filha. Ela tinha 17 anos, mas foi muito forte quando as coisas desabaram; ela me se tranqüilizou. Eu me lembro que estávamos orando no corredor; pedi para o Senhor nos ajudar, proteger os homens, e usar isto para a glória dele.

Eu consegui chamar as outras esposas, Elizabeth Rives, Renetta Wilson e Margaret Roberts, e lhes contei o pouco que soube; oramos muito juntas, elas ficaram incrivelmente calmas. Elizabeth e Richard tinham duas crianças pequenas em idade escolar.

Aproximadamente duas horas depois, fomos entrevistadas, Amanda e eu estávamos completamente tranqüilas, de forma que os amigos de Ron no hospital disseram que não devíamos amar muito nossos maridos, por não aparecermos muito transtornadas na TELEVISÃO!

Nós as esposas discutimos coletivamente sobre o que faríamos, decidimos tirar proveito da cobertura de mídia para contar sobre a Arca de Noé. Eu recordei como em 1984, quando Ron tinha sido acusado falsamente de roubar artefatos da Turquia, como aquele incidente tinha servido dar publicidade a pesquisa no local.

Às vezes nós fomos tratadas com ceticismo e oposição aos fatos. Mas uma coisa dita em várias entrevistas, e que não estávamos muito angustiadas por causa de nossa fé. Eu até fui convidada para apresentar evidências da a Arca de Noé em uma escola secundária pública.

Renetta vive perto de Dallas e teve muitas oportunidades para testemunhar a fé, como fez Elizabeth que constantemente me surpreendia. Margaret na Austrália era mais fervorosa que nós éramos, mas ela exibiu uma fé incrível e uma coragem pela provação.

Uma coisa desagradável estava vindo dos críticos habituais; um repórter tinha falado que Ron era desonesto e tinha fabricado evidências. Este homem, junto com outros, estavam inventando que o seqüestro foi organizado. Com isso, eu conheci meu limite.

Com um nosso amigo policial, o Sgt. Mark Wynn, como testemunha procurei este homem; lhe pedi um favor como um Cristão; pedi se abstivesse de caluniar meu marido enquanto ele estava perdido, fiz isso mesmo sem sabe se ele estava vivo ou morto. Reconheço que ele tem direito à opinião sobre Ron; eu não pretendi negá-la, mas pedi como um favor, que evitasse maldizer Ron até ele retornar para casa.

Ele finalmente concordou, mas só depois de uma conversa longa na qual ele me falou que as descobertas de Ron eram mentiras lamentáveis. Eu acabei arrependida como tristeza, talvez Ron não gostaria nada disso. Mas essa conversa causou uma reação nele que eu ainda não sei interpretar.

Com David Fasold a história era diferente. Ele estava furioso com o acontecido. Não importava se Ron estivesse trabalhando independentemente, ele estava pronto a salvá-lo. Ele falou de ir falar com os chefes do PKK; não estou segura o que o David planejava fazer, mas ele percebeu que realmente não poderia fazer nada. Porém, eu sempre lembrarei com gratidão da sua vontade.

Quando o episódio terminou e Ron veio pra casa, eu pela primeira vez tinha visto nele em um estado debilitado. Ele tinha perdido mais de 20 lbs. e estava mancando, um dano que não parecia sério. Eu o surpreendi com a cama nova, ele não conseguiu usá-la de imediato, pois estivera dormindo no solo frio durante 2 semanas. Hábitos são uma coisa engraçada; Elizabeth teve que preparar tomates e pepinos para o café da manhã de Richard; coisas que eles tinham comido enquanto estavam nas colinas.

Havia uma pequena atenção de mídia, então tudo se tranqüilizou, quase normal. Um fato triste era que agora não havia mais tempo para escavar; a estação havia terminado. E a corporação britânica principal financiadora retirou a ajuda financeira.

Dr. Por outro lado, Roberts tinha recebido uma tremenda publicidade na Austrália e começou a sofrer uma perseguição horrenda de um famoso geólogo ateu, Ian Plimer. Ele sofreu uma provação terrível que o tinha abalado. Nós não sabemos os detalhes, mas estamos pedindo em nossas orações por ele. Ele sofreu flebites durante a provação como refém ainda não esta completamente curado.

Em agosto de 1992, nós levamos o segundo grupo de excursão à Arca de Noé. Quando nos aproximamos Dogubeyazit, estendido pelo céu um lindo arco-íris, encostamos o ônibus; todos fotografaram a esplendida visão. Alguns estavam dizendo que era um sinal; nesse caso, não era um sinal do que nós esperávamos.

Em seguida voltamos ao ônibus e seguimos a estrada, um grupo de soldados nos sinalizou abaixo, uma pessoa subiu a bordo e falou em inglês. Depois de uma interrogatório, fomos informados que não poderíamos ir. A região estava instável, um ônibus era um objetivo muito grande para os terroristas.

A decepção nas faces das pessoas era horrível, como a minha quando quis ver a arca em 1988. Entretanto, Henry Gruver nos conduziu numa oração, e todos pareciam em paz. A viagem estava se transformando de fato numa aventura real... Nem mesmo era permitido ir para um hotel em Dogubeyazit. As ordens eram deixar a região.

Não pudemos retornar a Erzurum assim fomos a Agri. Uma vez lá, Dilaver nos levou ao melhor hotel da cidade, que era terrível; mas ninguém reclamou, e ao invés disso todos pareciam passar um tempo maravilhoso.

Ron se encontrou com a polícia para arranjar alguma maneira de todos irem para o barco, mas eles disseram que isso poderia ser feito colocando as pessoas em táxis e entrarem lá em pequenos grupos. A razão deles era que os terroristas não suspeitariam de táxis. Mas com a responsabilidade da segurança do grupo nas mãos, Ron decidiu que esta não era uma opção. A região estava ficando muito perigosa para visitas

Em julho de 1987, um mês depois da cerimônia de dedicação, John Baumgardner, Salih Bayraktutan da Universidade de Ataturk, Tom Fenner de GSSI, e outros, voltaram ao local para fazer um exame com radar, sob a autoridade do Principal Ministério turco. Nós possuíamos uma cópia daquele relatório, eu queria estar segura da sua autenticidade, levei uma cópia, e quando Ron e eu nos encontramos com Salih Bayraktutan, mostrei para ele a cópia do relatório e perguntei se era autêntico; ele me assegurou que era. Este relatório é importante porque declara que eles não conseguiram os mesmos resultados de radar que Ron e David fizeram, uma tentativa para lançar dúvidas na precisão do exame deles.

Nete documento, cheio de termos técnicos e expressões, declaram: "Todo exame foi obtido com o radar operando a uma freqüência de 120 MHz para alcançar a máxima penetração". Isto significa que eles fixaram o radar para não refletir o que havia dentro da estrutura, mas sim o que estava no fundo. Então, os resultados deles não invalidaram os exames anteriores, que usou várias freqüências para refletir a estrutura a várias profundidades.

Neste relatório, declara-se, " Nós concluímos que os dados de nossas investigações geofísicas de nenhuma maneira esta em conflito com a proposição do incomum local do barco moldado próximo a aldeia de Mahser conter os restos da Arca de Noé; Porém, sem amostras dos materiais interiores sentimos que as interpretações definitivas de nossos dados não são possíveis. Por outro lado, nós acreditamos que amostras alcançáveis por pequenas perfurações no local pode-se prover a informação requerida".

O tal relatório declarou que os testes deles não estavam em conflito com a idéia da Arca de Noé. Eu ouvi isto pessoalmente.

Baseado no original de M. N. Wyatt; Tradução e edição E.M. 24/09/2004

Capítulo 9



HOME
deus apocrifo apócrifos relação livros jose carpinteiro apocalipce semanas enoch enoque proto evangelho tiago melquisedeque didaqué infância tomé pedro clemente segundo salmo 151 cartas abgaro jesus oração manasses condenaçao epístola barnabé doutrina apóstolos epistola laodicenses atos joão historia universo livro adão eva outro idioma salmos salomão profecias nostradamus são nilo segredos fátima reflexões dizimo sobre águas significados inteligencia fé eucaristia teólogos dogmas pedra tempo fim pastores perfeição palavra manuscritos mar morto histórico rolos melquisedeque livros lugares fotos jerusalem antigos jericó cavernas qumran porta dourada muro lamentações 7 cidades apocalipse hinos midias animações kids4truth louvor biblia hebraico biblia português biblia narrada espanhol karaokê rádio stream sagrados biblia - português español al-corão bhagavad-gita grandes religiões cristianismo hinos louvor adorarei salmo mestre coração gradioso és tu senhor cruz luz brilhar salvador grandiosos grandioso asas judaismo hinduismo islamismo xintoísmo budismo primeiros cristãos apóstolos século i século ii perseguição romana martires império catacumbas roma concílios nicéia trento inquisição hereges cátaros hebraico idioma yhwh nome sagrado outros livros grande conflito arqueologia biblica testemunha ocular grandes achados prisma senaqueribe pedras clamam arca noé evidências êxodo sodoma gomorra formosa jerusalém aurora gloriosa esperança unção real abba pai acordai acredita adoração adorarei aleluia creio único coração salvador autoridade poder auxílio divino servos bem querer boa nova brilha santos cantemos júbilo ceia louvor precioso conhecer glória conversão cura fiel derrama paz ama guiar vida creio exultação grandes maravilhas infinito judá vales louvo redentor cruz maravilhoso redentor bom jerusalém temas lábios navegarei amigo caminho vitória canto nome precioso sangue rei reina senhor poder pentecostal amar sofreu vive paz salvar glória céu véu viver redentor onipotente rocha eterna santo saudai nome exaltado sempre fiéis poder graça tema amor tentado trono branco fiel és soberano bem grande amigo milagre senhor real vaso novo pródigo viva vivifica éfeso esmirna pérgamo tiatira sardes filadélfia laodicéia monte oliveiras cedrom templo david lamentações torah espírito